Quatro Formas Em Que A Inteligência Artificial Está A Mudar O E-commerce

8 min read

É fácil perder terreno no sector e-commerce. Num mercado concorrido onde os clientes podem comprar de um concorrente simplesmente seguindo um link, os retalhistas têm que trabalhar arduamente. Cada termo de pesquisa, descrição do produto, e rota de utilizador importa.

Não surpreende que os jogadores inteligentes acabem por vir a depender de da abundância de dados que os consumidores tornam disponível em cada etapa do processo de negócio. Estes utilizam aprendizagem automática, de análise preditiva e outras técnicas de Inteligência Artificial para redefinir as regras do jogo, ajudando alguns a ficar à frente da concorrência e melhorando a experiência do cliente em geral. 

Aqui ficam apenas alguns exemplos.  

Melhoria da descoberta de produtos com a classificação de imagens

Algumas das tentativas mais interessantes para aumentar a experiência de compra têm incluído classificar, compreender e interpretar imagens. Com a ferramenta de pesquisa visual do Pinterest, pode ver o início de como a IA se encaixa num contexto de vendas, suportando a experiência do cliente, proporcionando formas alternativas, ainda que intuitivas, de procurar produtos

Por exemplo, um utilizador pode estar a procurar algo que não pode especificamente nomear. Quando pensamos na importância da arte e estilo para marcas como a Pinterest e Etsy, a força comercial de poder dizer encontra-me algo que se pareça um pouco com isto” é óbvia. 


Fonte da imagem: Seerinteractive

 CamFind é um motor de busca visual que usa IA para associar os consumidores a informações e marcas. Assim que um utilizador tenha colocado uma foto, a aplicação CamFind usa a tecnologia de pesquisa móvel visual para identificar o objeto e fornecer informações sobre o mesmo.

 Pode até encontrar um belo par de sapatos em alguém em vez de numa montra. A aplicação identificará a marca, apresentará informações sobre o produto e fará uma ligação para mercados on-line que têm os sapatos em stock. O Camfind também pode extrair outros tipos de dados a partir de imagens; por exemplo, cartazes de filmes que geram imediatamente resultados para horários de espetáculos locais, trailers de filmes e links para bilheteiras online. 

O elemento-chave aqui, (além do poder de processamento pesado necessário para interpretar imagens, em primeiro lugar) é que a classificação de imagem está a ser usada para encurtar o ciclo de vendas e motivação de alavancagem: em poucas palavras, o cliente estava interessado o suficiente para tirar uma foto, por isso vamos eliminar os obstáculos que possam impedir o entusiasmo de se transformar numa venda.

Fundir marketing e vendas para um melhor sistema de CRM

A análise preditiva esta a criar oportunidades de marketing e vendas inteiramente novas, criando e identificando pistas e aumentando as taxas de conversão de forma geral. 

Mintigo é uma plataforma preditiva cuja mais recente aplicação, o Treinador de Previsão de Vendas, usa a IA para fornecer diretamente sistemas de informação de vendas acionável para Gestão de Relacionamento com o Cliente ((CRM). Onde o CRM tem sido tradicionalmente um repositório de dados útil, mas que necessita de interpretação; o Mintigo pode identificar quem vai comprar à sua empresa, o que vão comprar, o porquê de comprar e como deve significativamente envolver-se com eles para maximizar as suas hipóteses de conseguir uma venda e aumentar o tamanho da venda

A aplicação Mintigo combina perceções de previsão, intenção de compra e guias de vendas numa “interface” que é fácil e diretamente acessível. a partir dos modernos sistemas de CRM (tais como Salesforce, Oracle Sales Cloud, SAP e Microsoft Dynamics). Além de pistas individuais, também pode trabalhar para categorizar públicos, e então construir estratégias que irão apoiar campanhas de “marketing”.

Algumas das empresas de marketing de maior sucesso dos anos 2010 têm otimizado a eficácia do marketing, em detrimento da experiência do consumidor. Ninguém, por exemplo, é feliz quando tem anúncios que os perseguem por toda a Internet, ou através dos seus dispositivos. Por outro lado, as mais bem sucedidas empresas de marketing dos próximos cinco anos irão usar IA para recolher, comparar e interpretar múltiplas fontes de dados para otimizar a eficácia do marketing, ao mesmo tempo que melhoram a experiência do consumidor.

Voltar a envolver os clientes com a tecnologia inteligente

Claro, a IA também conduzirá a novas categorias de produtos com todo o seu direito, impulsionando as vendas de comércio eletrónico para novos limites. A Internet das Coisas (IdC) usa IA para ligar consumidores ao comércio eletrónico de novas formas; impulsionadas pela tecnologia, mas que serão valorizadas por uma experiência muito humana.

Samsung tem colaborado com a FreshDirect e a ShopRite para criar um frigorífico inteligente que junta tecnologia IA com três câmaras, que podem manter o controlo dos níveis de comida, e fazer compras quando os níveis estiverem em baixo. O tablet inteligente integrado e o software que o acompanha podem sugerir receitas com base nos ingredientes à mão e até mesmo organizar a agenda de refeições da sua família.


Fonte da imagem: Samsung

E enquanto os nossos dispositivos se tornam mais ligados (e lembra-te, o software pode ser atualizado de modos que um frigorífico não consegue), podemos esperar de tudo, desde planos de dieta a diários para influenciar os nossos hábitos alimentares em tempo real. Queres cortar nos hidratos de carbono? Pergunta ao frigorífico. Vais sair até tarde esta noite? Não telefones à tua mãe, avisa o frigorífico e a comida não será desperdiçada! Enquanto isso soa a pura conveniência, as marcas também irão capitalizar com a uniformidade e simplicidade que os consumidores anseiam A Dash da Amazon é o modelo base rudimentar da forma como os processos em e-commerce serão automatizados.

Oferecendo uma experiência mais personalizada ao cliente

Cada negócio necessita de identificar a pessoa certa no momento certo para efetuar uma venda e a tecnologia está a ajudar o e-commerce, fornecendo análise de clientes com elevada rapidez. Através de sistemas de aprendizagem automática e computação cognitiva, a IA gera conversões através da personalização da experiência online do consumidor. 

Os assistentes virtuais e chatbots são dois exemplos de IA personalizando a experiência do cliente Por exemplo, A North Face está a usar o Watson da IBM para ajudar os clientes a encontrar o casaco perfeito para a sua próxima aventura. 

Quando visita o website da The North Face, o Watson aparece para perguntar: Onde e quando irá usar este casaco?” e enquanto o cliente fala ou digita uma resposta, o Watson acompanha com mais algumas perguntas esclarecedoras. Depois de compilar as respostas, o Watson verifica o inventário on-line disponível e recomenda uma seleção de casacos, com base na relevância em vez de uma encomenda a partir de um catálogo tradicional.

Wizeline é outro exemplo de uma empresa que utiliza IA para aplicações de e-commerce. Esta empresa constrói chatbots de marca que as empresas podem utilizar para interagir com os clientes usando processamento de idioma natural (NLP) para oferecer apoio ao cliente 24/7, seguir o comportamento do utilizador e garantir a continuidade da marca. A Wizeline alega que aumenta as taxas de participação cinco vezes mais do que outros canais e aumenta as taxas de retenção até seis vezes.

À medida que estas tecnologias de IA continuam a desenvolver-se, podemos esperar duas tendências gerais. Por um lado o e-commerce tornar-se-á cada vez mais prevalente e automatizado: entidades comerciais sabem mais sobre nós e usam esses dados para nos envolver em ambientes que nos predispõem para comprar, apresentar-nos ofertas relevantes e reduzir as barreiras para a compra. Da mesma forma, as experiências com o comércio eletrónico e tradicional tornar-se-ão mais naturais, envolventes e personalizadas, com produtos à medida, serviços e processos que transformam e melhoram a experiência do cliente. 

E claro, a Unbabel existe para ajudar as empresas a fornecer serviços multilingues ao cliente em plataformas como Zendesk, Salesforce, Freshdesk e outras integrações com a sua API de tradução. Solicita uma demonstração hoje para descobrir mais.  
 

ArtboardFacebook iconInstagram iconLinkedIn iconUnbabel BlogTwitter iconYouTube icon