Top

"Nascido para ser bilingue" 

Ray Kwan, como muitos outros na plataforma Unbabel, não é o típico tradutor: "tradicionalmente, os tradutores estão mais preocupados com as artes liberais, mas eu sou mais um tipo geeky. Gosto de me manter a par de todas as novas tecnologias e das últimas tendências na indústria de tecnologia".  Para o Ray, a Unbabel está a mudar o papel do tradutor moderno, e está entusiasmado com a maneira como os editores bilingues trabalham em parceria com a tecnologia preditiva. A capacidade da Unbabel de unir a velocidade da translação computacional à subtileza da tradução humana torna-a única: 
"Penso que a combinação entre a tecnologia e as artes liberais pode trazer uma maior inspiração, tal como a Unbabel procura fazer...

Na 1.ª parte desta série, vimos como a história e a sorte colocaram o inglês no topo da árvore linguística do mundo. Talvez não fosse o idioma mais falado no mundo, mas se o inglês tivesse um PIB, teria tornado insignificante qualquer outro idioma no planeta.

Na parte 2, descobrimos que, particularmente on-line, a força do idioma inglês está a diminuir. Apenas 23 idiomas (em mais de 7000) são os idiomas nativos de mais de 4 mil milhões de pessoas Isso corresponde a mais de metade do mundo. 

Este declínio ligeiro no uso do inglês deve ser discutido no que respeita ao sucesso económico de outros países. Enquanto a China tem reduzido a sua participação, grande parte da Ásia e da África estão a começar agora a afirmar-se no cenário mundial. Este facto traz consequências no que respeita aos negócios.

No primeiro episódio desta série, descobrimos que o inglês teve sorte. Dos mais de 7000 idiomas falados no mundo nos dias de hoje, numa lista em constante mudança à medida que os dialetos se flexibilizam, crescem e desaparecem o inglês tornou-se dominante. 

É uma por questão de sorte histórica e pelos aspetos práticos do comércio que o inglês ocupou a sua posição até o final do século 20, e não é de admirar que a circunstância e a praticabilidade sejam igualmente responsáveis pelo novo mundo de linguagem em que nos encontramos hoje.

Nesta série com três partes, vamos analisar a forma como o equilíbrio do idioma, especialmente on-line, está a mudar e o que isso significa para as empresas. 

Se estás a ler isto em inglês, no idioma original em que foi escrito, (em vez das nossas traduções em chinês, alemão, francês, português, espanhol ou italiano) talvez não seja esta a tua primeira língua, mas aqui estamos nós.

Como é que isto aconteceu? 

O Iraque, Hiroshima e o Vietname têm mais em comum do que as tragédias da guerra. Na verdade, poderiam ter-se desenvolvido de forma bastante diferente, se o mundo tivesse prestado atenção a um pequeno detalhe… 

Os erros na tradução são, por vezes, divertidos. Menus mal traduzidos e fotografados nas férias, espalham-se pelas redes sociais em minutos. Mas o que acontece quando o contexto é mais importante do que aquilo que vais comer na tua refeição? 

Na política, isto é ainda mais relevante. Um simples erro pode levar a um ato de guerra.

Não há um momento em que o SaaS - Software as a Service (Software como um serviço) - tenha sido concebido, porque a SaaS como um conceito tem um grande número de componentes; todos os quais tiveram que se reunir no contexto certo para produzir valor para qualquer setor, ou mercado vertical. Diferentes setores mudaram para modelos de SaaS a velocidades diferentes.
Em termos técnicos, o SaaS depende do fornecimento da nuvem em escala, um grau mínimo de conectividade amplamente disponível, e segurança de nível empresarial. Se qualquer um destes for fraco, o SaaS sai do plano.
Depois, há o modelo de negócio e a correspondente comercialização em torno dele - não só as próprias empresas SaaS têm de sustentar a transformação de um modelo CapEx...

A Inteligência Artificial (IA) em jogos não é uma inovação recente. Desde 1949, o matemático e criptógrafo Claude Shannon idealizou um jogo de xadrez para um jogadorem que os seres humanos competiriam contra um computador.  Na verdade, o jogo tem sido um elemento chave da IA e essencial para testar simulações, ambientes construídos e testes de realismo que são a base das experiências virtuais. 

IA para a experiência de jogo

Em 1989 no Sim City, por exemplo, os jogadores controlavam simulações complexase foi implantada uma IA rudimentar para simular algo próximo do realismo, ou seja, características profundamente humanas como imprevisibilidade. O género "shoot-'em-up "também foi melhorado com...

É fácil perder terreno no sector e-commerce. Num mercado concorrido onde os clientes podem comprar de um concorrente simplesmente seguindo um link, os retalhistas têm que trabalhar arduamente. Cada termo de pesquisa, descrição do produto, e rota de utilizador importa. Não surpreende que os jogadores inteligentes acabempor vir a depender de da abundância de dados que os consumidores tornam disponível em cada etapa do processo de negócio. Estes utilizam aprendizagem automática, de análise preditiva e outras técnicas de Inteligência Artificial para redefinir as regras do jogo, ajudando alguns a ficar à frente da concorrência e melhorando a experiência do cliente em geral.  Aqui ficam apenas alguns exemplos.  

Melhoria da descoberta de produtos...